Maputo

Dia 383

Saímos bem cedo de Vilanculos. Como tínhamos comprado o bilhete de autocarro no dia anterior, “só” tivemos que aparecer às 4h30 da manhã no “terminal rodoviário”. No dia anterior, contactámos com um motorista de “chopela” para nos ir buscar às 4h00. Pois bem, ele só apareceu às 4h30, isto depois de muitos telefonemas. O autocarro devia partir às 5h00, mas só iniciámos a viagem às 5h30. Chegámos a Maputo às 16h00, com uma pequena pausa a meio de 15 minutos, para comer qualquer coisa. Quando chegámos a Maputo apanhámos um autocarro público e fomos até ao apartamento, que tínhamos reservado pelo Airbnb. Este apartamento fica num 8° andar sem elevador, foi um pouco doloroso ahah. Depois de nos instalarmos, fomos jantar com o Nélio a um restaurante moçambicano, frango assado com batata frita. Hora de ir descansar, porque estávamos bem cansados da viagem.

Dia 384

Apesar do quarto ficar no 8° andar, não conseguimos dormir até muito tarde, pois o isolamento destes prédios antigos não é o melhor. Como tínhamos bastantes coisas para fazer até calhou bem. Depois de tomarmos o pequeno almoço, fomos dar uma volta até à Feima, para comprarmos uma recordação. Depois de muita indecisão, lá nos decidimos a comprar uma estátua feita de Mpingo (pau-preto). Antes do almoço ainda fomos até à casa da Jockzabet para irmos buscar a minha carta de condução internacional, que tinha chegado de Portugal (obrigado pela ajuda Inês). Depois, apanhámos um autocarro até à casa do Nélio onde íamos almoçar um belo frango à zambeziana que ele nos preparou. Um amigo dele, o Nélio também foi almoçar connosco. Gostámos muito de estar com eles e do almoço que ele nos preparou. Já perto das 17h00 foi hora de nos despedirmos e de voltarmos para o centro. Quando chegámos, fomos ter com a nossa amiga Catarina, para nos despedirmos dela e para lhe dar algumas coisas para ela levar para Portugal. Ainda conhecemos o Euclides, o namorado dela que é muito simpático. Depois como já era tarde e não gostamos de andar de noite nas ruas de Maputo, fomos para “casa” jantar e descansar deste longo dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *