Mendoza

Dia 468

Mendoza é conhecida como a cidade dos vinhos, onde existe uma quantidade enorme de vinhas e adegas. Depois de acordarmos, tomarmos o pequeno almoço e falarmos um pouco com a Lupe, fomos conhecer a “Bodegas López”, juntamente com o Waldo e a Michelle. Para chegar, apanhámos um autocarro e eles foram de elétrico. Chegámos quase ao mesmo tempo. Por sorte, não tivemos de esperar muito até à próxima visita guiada (gratuita) e por volta das 11h30, já estávamos a conhecer esta adega, que é bem conhecida. A guia levou-nos a conhecer as gigantes pipas, onde se guarda o vinho e explicou-nos como todo o processo é feito, desde a chegada das uvas até ao engarrafamento do vinho. De salientar, que as rolhas de cortiça utilizadas nas garrafas de vinho tinto são produzidas em Portugal. No final do passeio, nada melhor que uma bela prova de vinhos, também ela gratuita. Gostámos tanto que depois disto, decidimos subir até ao restaurante e pedir uma tábua de queijos e uma garrafa de vinho tinto. Antes de saírmos da “Bodegas López” fomos comprar mais umas garrafas de vinho. Depois, fomos apanhar o elétrico e seguimos em direção ao centro da cidade. Parámos na casa deles, para beber uma cerveja bem fresquinha e um licor mexicano, “La Altanera de la Sierva”. Depois, apanhámos um autocarro que nos deixou bem no centro. Andámos bastante a pé, visitámos as praças de Espanha, Itália, Chile San Martin e a principal, a praça da Independência. Como estávamos com algum apetite, fomos até ao mercado central, mas não havia assim grande coisa para comer. Não estávamos com muita sorte, estava tudo fechado. Na Argentina, quase tudo fecha entre as 15h00 e as 20h00. Fomos então até uma cervejaria, beber uma cerveja artesanal e comer uns petiscos antes de irmos jantar ao restaurante “Caro Pepe”, que só abria às 20h30. Depois do jantar e já de barriga bem cheia, despedimo-nos do casal mexicano que gostámos muito de conhecer e fomos para casa. No dia seguinte, tínhamos um autocarro para apanhar em direção à cidade Santiago do Chile.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *