Parque Nacional Manuel Antonio

Dia 659

Por volta das 08h00 e já depois de termos tudo arrumado, fomos todos até Sámara para tomar o pequeno almoço. Antes de sairmos de casa, ainda tirámos a bela da selfie com a família toda 😊. Estávamos muito contentes com os dias que tínhamos passado com os nossos amigos e tristes por ir embora deste paraíso. Depois do pequeno almoço, foi tempo de nos despedirmos e seguirmos viagem para o Parque Nacional Manuel António. Ainda tínhamos uma longa viagem pela frente e já passava das 10h00. Pelo caminho, parámos numa ponte sobre o rio grande de Tárcoles para ver imensos crocodilos que estavam na margem do rio. Mais à frente, parámos para almoçar na praia Tárcoles que fica na povoação com o mesmo nome. Depois do almoço, seguimos para o nosso destino final. Já só voltámos a parar no miradouro à saída de Jacó, de onde podíamos ter uma bonita vista sobre a praia. Chegámos a Quepos, a povoação antes do Parque Nacional pouco passava das 16h00. Ficámos alojados no hostel “Téva Eco Retreat” e aproveitámos para dar um mergulho na piscina rodeada de natureza 😁. Mais tarde, fomos jantar um “casado”, prato típico da Costa Rica.

Dia 660

Como o prometido é devido, acordámos bem cedo para entrar no Parque Nacional Manuel António. Às 07h00, já estávamos na fila para comprar o bilhete. A entrada custa 18700 CRC por pessoa. Decidimos visitar o parque sem guia, pois além de ser caro, estávamos com esperança de sermos nós a encontrar os animais. Tivemos sorte e conseguimos ver vários animais: mochos, papa formigas pequeno, macacos “ahulhador”, macacos “squirrel”, macacos “cariblanca”, preguiças de três dedos, rã venenosa verde e preta, iguanas, cobra “boa”, veados, borboletas, vários répteis…
Além de todos os animais que vimos, também gostámos muito de ver as lindíssimas praias que estão dentro do parque. A que mais gostámos foi a “Playa Gemelas”, que estava praticamente vazia. É claro que passámos pela praia principal, a “Playa Manuel Antonio”, mas optámos por fazer praia numa zona com menos pessoas, perto do miradouro “La Trampa”. Saímos do parque às 16h00, ou seja, tivemos praticamente 8 horas dentro do Parque e adorámos 😍. Como ainda tínhamos de conduzir, não nos podíamos atrasar muito. Passámos no hostel, onde tínhamos passado a noite para ir buscar as malas e depois seguimos em direção a Uvita. Chegámos mesmo a tempo de assistir ao pôr-do-sol, por isso decidimos ir até à “Playa Hermosa”. De um lado, tínhamos o sol a escapar entre as nuvens e do outro lado, podíamos ver relâmpagos. Fomos então ao supermercado comprar comida para fazer o jantar e depois seguimos para o hostel “Cascada Verde”. Este hostel fica no meio da floresta e numa zona muito sossega. O nosso quarto tinha a particularidade de não ter janela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *