Gastos

Neste artigo, decidimos expor os nossos gastos durante a viagem de forma a “ajudar” pessoas que queiram fazer o mesmo que nós. Os gastos que aqui estão, são relativos ao nosso quotidiano: refeições, dormida, transporte (exceto os voos), excursões e alguns extras (lavandaria, recordações…).

Em relação às refeições, nos países mais caros como a Austrália, Nova Zelândia e Costa Rica, nós cozinhávamos. Já na Ásia, Bolívia, Peru e México a maior parte das vezes comíamos em restaurantes locais e na rua.

Para dormir, tentávamos encontrar alojamentos baratos, mas com o mínimo de conforto. Usávamos muitas vezes o Booking e sempre que podíamos optávamos pelo Airbnb. Na Austrália e Nova Zelândia como alugámos campervan já tínhamos onde dormir. Já em África, alugámos carro em Nelspruit (África do Sul) e passámos 39 dias a percorrer África do Sul, Namíbia, Zimbabué (Cataratas Vitória) e Botswana. Durante esses dias, acampámos e fizemos as nossas refeições utilizando todo o material de campismo que foi comprado em Nelspruit. No final da viagem, ainda o conseguimos vender por metade do preço.

Em relação ao transporte, optámos quase sempre por usar transporte público, como o comboio na China e Índia, o autocarro no Sudeste Asiático, América do Sul e América Central. No Sudeste Asiático alugámos várias vezes scooter. Pontualmente, alugámos carro quando viajámos pela Patagónia. Sempre que podíamos caminhávamos muito, tanto para conhecer as cidades, como as diversas regiões por onde passámos.

Escolhemos bem as excursões que queríamos fazer e não nos arrependemos de nenhuma. A maior extravagância desta viagem, foi a expedição de barco às ilhas Falklands, South Georgia e Antártida (19 dias).